Karol Conka dá entrevista e posa poderosa para a ELLE de abril

A ELLE de abril, que chega sexta-feira às bancas, traz uma entrevista com Karol Conka sobre empoderamento feminino, carreira, moda e seu mais novo álbum, que terá produção de Zegon e André Laudz (o duo brasileiro Tropkillaz).


À publicação, Karol, que foi indicada pela revista Rolling Stone norte-americana como “a artista que o mundo precisa ouvir”, contou que já pensou em se dedicar a outros ritmos. “Primeiramente, quis ser cantora de MPB, mas logo na adolescência me falaram que meu estilo era muito mais o rap. Aos 16 anos, comecei a cantar em Curitiba e, aos poucos, fui conquistando o público local, que é muito crítico e fiel à cultura desse tipo de som.”


E mesmo sendo uma das poucas mulheres no mundo do rap, a cantora garante que não se intimida, pelo contrário, se posiciona com o que sabe fazer de melhor. “O fato de eu rimar bem me ajuda a ser respeitada pelos homens. Eu rimo melhor que muitos deles! Tem sido uma caminhada, eu diria. Mas, ainda assim, sempre tem uma coisa ou outra que não está no lugar.”


A curitibana de 29 anos também contou à ELLE que está sempre atenta a moda e que busca referências na hora de se vestir. “Pesquiso muito o afro punk. Sempre escutei que era uma diva, mas na verdade eu não era. O que eu fiz? Resolvi vestir essa personagem. Mudei o cabelo, comecei a usar decote, deixei as pernas de fora. É o meu empoderamento! Antes achava que por cantar rap não podia estar feminina no palco. Agora, me sinto a Beyoncé! (risos).”


Confira a entrevista completa na ELLE de abril, que traz a modelo Hannah Ferguson na capa, além de um grande especial de acessórios, com as bolsas, sapatos, sandálias, bijoux, óculos, joias e todas as novidades das grandes marcas e estilistas que vão bombar.


Fotos: Vivi Bacco/ELLE

Últimas notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png