Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png

Dicas para sair vitorioso de um escape room

10.03.2017

Só quem já esteve na pressão de um escape room, uma das novas manias da cidade, sabe que a combinação cronometro em contagem regressiva e paralisia cerebral causada pelos enigmas, pode ser bem desastrosa, acabando com a foto do time no mural de perdedores.  O que muitos não sabem é que existem algumas regrinhas básicas que podem ajudar até mesmo quem nunca foi neste novo tipo de diversão, mas quer fazer bonito na frente dos amigos, se mostrando um verdadeiro gênio ou escapista inveterado.

 

 

Com jogos em mais de 50 salas de fuga em todo mundo no currículo, além da criação dos enigmas dos três ambientes do Escape Room SP (Ateliê com tema de investigação, Lado B sobre viagem no tempo e a Harbinger com ambientação em horror psicológico), os sócios proprietários da casa, Toni Wang e João Vitor Antonini, nos ajudaram a listar algumas dicas importantes que podem ser o caminho para fora do sufoco rumo à porta de saída de qualquer sala de fuga.

 

 “Quando o jogo começa é bagunça pra todo lado, um verdadeiro caos. Você precisa ser rápido, saber que não vai ter tempo de inventariar cada item encontrado. O segredo é tentar encontrar um caminho no meio desse caos, mas há estratégias para escapar”, explica Antonini, mais conhecido por Jota. A seguir os sócios enumeram as estratégias para sair de uma sala de fuga como profissional:

 

Defina um local para colocar as pistas - Para que todo seu grupo tenha acesso aos objetos e informações, encontre um local na sala, de preferência no centro e leve tudo que for útil para lá. Conforme vocês avançam no jogo, os itens espalhados serão levados para esse local e vocês poderão discutir ao redor deles. Nunca coloque as pistas no bolso, pois você pode esquecê-las, levando a derrota do time todo.  Lembre-se ainda de descartar as pistas já utilizadas em outro local designado para não perder mais tempo (maioria dos enigmas de escapes, mas não todos, não costumam repetir pistas).

 

Escute – Antes de entrar na sala escute atentamente as orientações dadas pelo game master. Se ele diz que não é preciso mexer nas lâmpadas e tomadas, pois elas são verdadeiras e dão choque ou, que não é preciso arrastar nenhum móvel para descobrir pistas, acredite nele! Além disso, cada sala tem uma história e algumas dicas preciosas são ditas logo no começo.

 

Já vi isso! – Em um ambiente com muita gente e cada um fazendo uma coisa diferente, é normal que você não saiba se um item ou lugar já foi visto. Então deixe sinais claros do que você verificou para os outros jogadores (ou até mesmo você!). Por exemplo, gavetas de mesas, frequentemente são abertas e vistas por diversos jogadores e depois fechadas, perdendo tempo de todos. Uma dica é abrir a gaveta, tirar tudo que tem e colocar em um local em comum, verificar todos os lados da gaveta (por dentro e por fora) e deixa-lo fora da cômoda de origem. 

 

Fala ai!  - A comunicação dentro da sala é chave tanto para que todos saibam o que foi encontrado, quanto para resolver cada enigma. “Sem uma comunicação efetiva há uma grande perda de tempo. Todas as pessoas devem ter sua vez de falar ou boas ideias podem ser perdidas”, afirma Wang.

 

A união faz a força – Com apenas 60 minutos e diversos desafios pela frente, o trabalho em equipe é a engrenagem essencial para sair da sala! E a ajuda de cada um é fundamental para desvendar os desafios mais alucinantes. Trabalhar em equipe é unir várias formas de pensar para um só objetivo. 

 

Não seja egoísta! - “Monopolizar” um item pode ser a chave para o fracasso do grupo. Um determinado item pode não ter sua importância reconhecida por um jogador, mas se todos souberem de sua existência, alguém rapidamente pode reconhecer em que parte do jogo ele deve ser usado.

 

Eureka! – Em um ambiente desafiador, pensar fora da caixa é essencial. O jogo foi desenvolvido para fazer com que as pessoas exercitem essa capacidade, fujam do padrão e testem hipóteses, sem medo de errar. A criatividade é a inteligência se divertindo! Aqui, cabe ainda observar que quanto mais diversificado o grupo de jogadores for, aumentam-se as chances de vitória. Convide para jogar aqueles amigos que conseguem resolver um enigma que você não conseguiu. 

 

Descomplique – A dica aqui é pense simples, não complique. Do ponto de vista do jogo, todo enigma pode ter de três a cinco soluções razoáveis, porém a correta é aquela que apresenta uma lógica impecável. Sabe quando você exclama “é isso!”, “era tão óbvio!” ou “como não pensei nisso?!”? Se você está perdido por muito tempo em uma linha de raciocínio, pare tudo, circule pela sala, veja o que está faltando resolver e o que já foi feito, isso ajuda a resetar a sua cabeça. Criatividade é essencial nesse jogo, porém é muito fácil se apegar a uma ideia ruim e tentar empurrá-la para frente. 

 

Sobre o Escape Room SP 

Uma sala e apenas 1 hora para desvendar seus mistérios e assim conseguir escapar. E aí, vai encarar? Parece o roteiro de um filme, mas na verdade é a proposta do Escape Room SP, espaço que traz um novo tipo de diversão entre amigos, aliada com muito raciocínio lógico, inteligência e uma pitada de criatividade.  A casa de Real-Life Room Escape Games - conhecido no Brasil como jogos de fuga na vida real-, localizada no bairro da Vila Mariana, conta três opções de salas de fugas em funcionamento: a Ateliê, Lado B e a Harbinger. Todas foram criadas para desafiar ao máximo a capacidade dos participantes em desvendar enigmas e resolver uma série de quebra-cabeças e assim conseguir escapar antes que o relógio chegue ao zero. 

 

Escape Room SP

Local: Rua Bagé, 268 - Vila Mariana – São Paulo / SP

Horário: Finais de semana e feriados, das 14h às 23h. Durante a semana, somente corporativo, pelo e-mail corporate@escaperoomsp.com

Faixa etária: Acima de 14 anos

Valor: R$ 79,90 por pessoa

Telefone: (11) 95328-1005/ Site:www.escaperoomsp.com

 

Foto: Reprodução site Escape Room SP

Please reload

Please reload

Outras notícias