Casal de gays e de lésbicas revezam o mesmo papel em espetáculo de L.A.

16.09.2017

A sinopse oficial da peça "Walking To Buchenwald", em cartaz em de Los Angeles, diz que trata-se da história de dois casais, um jovem e os pais de um deles, que durante uma viagem à Europa aprendem o que é ser um cidadão americano em um mundo que já não mais admira os Estados Unidos. Uma descrição como de qualquer outra comédia comum do teatro a não ser por um detalhe. Um casal gay e um casal de lésbico interpretam o mesmo papel e a mesma história dos protagonistas às vésperas de se casarem revezando a cada noite.

 

 

Dependendo da sessão, os persoangens Schiller e Arjay pdem ser dois rapazes ou duas garotas sem alterar o rumo da história. Na programação do teatro, disponível no site da Open Fis Theater Company, a identificação de quem serão os atores da noite é feita com a marcação "Die Damen" (quando Schiller e Arjay são interpretadas por Mandy Schneider e Amielynn Abellera) ou "Die Herren" (quando Schiller e Arjay são interpretados por Christopher Cappiello and Justin Huen).

 

Apesar dos mesmos personagens e da mesma história, o objetivo do diretor é fazer com que as pessoas que tenham a oportunidade de assistir às duas versões possam avaliar se as questões de gênero interferem no enredo que além de tocar no tema de identidade de gênero, ainda traz para o palco discussões de identidade cultural, patriotismo, política, casamento e morte.

 

 

Um ideia genial do diretor Tom Jacobson. Pena que é tão longe daqui. Quem sabe o formato não inspira alguma produção nacional para que os brasileiros possam ter a mesma experiência de observar como consumimos o mesmo discurso e situações vividas por homens e mulheres.

 

Fotos: Divulgação.

Please reload

Please reload

Outras notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png