69% das mulheres homossexuais preferem apps e sites para paquerar

O Femme, aplicativo de relacionamento para mulheres em busca de mulheres para  relacionamento sério, realizou uma pesquisa com 974 solteiras, que revela a preferência das mulheres (69%) por sites e aplicativos de relacionamento como principal meio para encontrar uma parceira. Apenas 16%  acham mais efetivo investir em baladas para isso, 10% em bares e 5% em restaurantes. Além disso, 80% delas sentia falta de um app dedicado a esse público.

 

 

Para elas, os principais fatores procurados na mulher ideal são: ter química (resposta escolhida por 58% das entrevistadas) e ser companheira (alternativa assinalada por 26% delas). Ser fiel (14%) e bonita (2%) foram opções escolhidas pela minoria das participantes da pesquisa. A idade é outro fator que não tem importância na hora de escolher a pretendente, segundo 56% delas. Porém, quando questionadas se “Mulheres são menos apegadas à beleza do que os homens na paquera”, elas ficaram divididas, mas discordaram: 55% afirmam que as mulheres também levam muito em conta a beleza na hora da paquera.

 

“A pesquisa comprova o retorno bem positivo das mulheres que querem encontrar mulheres e viver um relacionamento, por conta da necessidade de um aplicativo de relacionamento específico para este público”, afirma Marina Simas, consultora de relacionamento do Match Group LatAm. “Além disso, também fica claro que elas querem conhecer alguém que compartilhe química, companheirismo e boas conversas.”

 

Sobre o Femme

 

O Femme é um aplicativo de relacionamento especializado em mulheres em busca de mulheres e um relacionamento sério. No app, é possível buscar pessoas por interesses específicos e receber sugestões de perfis compatíveis com suas escolhas. O app foi criado e desenvolvido no Brasil e integra o portfólio do Match Group LatAm. Por enquanto, está disponível apenas para usuários do sistema Android, clique aqui para download

 

Foto: Banco de imagens gratuito do Pixabay.

Please reload

Please reload

Outras notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png