Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png

Oficina Cultural Oswald de Andrade tem espetáculos gratuitos em outubro

Quem aprecia a arte do teatro, ou mesmo quem gostaria de começar neste universo, tem programação garantida durante o mês de outubro. A Oficina Cultural Oswald de Andrade, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis, tem uma agenda de peças teatrais com entrada gratuita. Entre os destaques estão o espetáculo Rózá, apresentação multimídia construída a partir das cartas de Rosa Luxemburgo; Tio Ivan, adaptação de uma obra de Anton Tchekhov na qual a proposta de encenação é a integração entre atores e espectadores e as leituras dramáticas da Ocupação artística: Cia. Arthur-Arnaldo – 10 anos de teatro jovem.

 

Atores Edson Kameda e Kazue Akisue, da peça Tio Ivan

 

Em Rózá, o público entra em contato com a vida e obra da escritora e militante alemã Rosa Luxemburgo. A partir da relação entre música, cinema e teatro, a peça traz a figura da revolucionária para o presente, dialogando com as lutas atuais. As apresentações acontecem de 12 a 14 de outubro.

 

A Ocupação artística: Cia. Arthur-Arnaldo – 10 anos de teatro jovem celebra a década de aniversário da companhia teatral e é composta por leituras dramáticas seguidas de debates e espetáculos. O espetáculo Rolê, que acontece entre 19 e 21 de outubro, discute as consequências da viralização de vídeos íntimos nas redes sociais, principalmente entre os jovens, e a descoberta da sexualidade na adolescência.

 

Uma encenação, em um espaço onde não há palco, coxias nem separação entre atores e espectadores. Essa é a proposta do Tio Ivan, que estreia 6 de outubro e obriga o espectador a escolher, a todo momento, a que ação, reação ou situação dedicará sua atenção.

 

Todos os espetáculos são gratuitos e é necessário retirar o ingresso com uma hora de antecedência. Veja abaixo a programação completa de artes cênicas de outubro:

 

Tio Ivan | 6/10 a 16/12, sexta-feira e sábado às 16h | 120 min.

Com Núcleo Teatro de Imersão | Direção: Adriana Câmara

 

Uma encenação, em um espaço onde não há palco, coxias nem separação entre atores e espectadores. Essa é a proposta do espetáculo Tio Ivan, adaptação da obra O Tio Vania, uma das mais importantes peças do escritor russo Anton Tchekhov (1860-1904). Na adaptação, a ação foi transferida de uma fazenda russa para uma região rural brasileira.  A peça será montada nos diversos ambientes de uma casa, que representará a fazenda da família, com todo o seu mobiliário de época. O público será inserido no espaço da representação e testemunhará as cenas privadas dessa família. Os personagens transitarão ao seu lado, à sua frente, às suas costas, ao seu redor. O espectador será obrigado a escolher, a todo momento, a que ação, reação ou situação dedicará sua atenção.

 

Leitura dramática e debate: DNA | 7/10, sábado às 19h | 90 min.

Com Cia. Arthur Arnaldo | Autor: Dennis Kelly | Direção: Tuna Serzedello

Recomendação etária: maiores de 14 anos

 

DNA, escrita por Dennis Kelly, um dos mais festejados jovens autores britânicos, apresenta um grupo de adolescentes que cometem um grave erro e acabam se complicando cada vez que tentam solucionar a enrascada. O texto foi escrito, em 2007, para o National Theatre e recebeu críticas favoráveis dos principais jornais de Londres.

 

Bendito seja seu maldito nome | 9/10 a 28/11, segunda e terça-feira às 20h | 90 min.

Com Grupo palco meu | Roteiro e direção: Jean Drandrah

Recomendação etária: maiores de 18 anos

 

A luta pela sobrevivência, onde quem faz a lei é quem fala mais alto. Personagens sem escrúpulos, imorais, amorais e marginalizados, dotados de um egoísmo quase latente no que diz respeito a dinheiro. Todos precisam se manter em pé, vivos na expectativa de um amanhã melhor. Dilma vive em queda de braço com Bereco, disputam tudo e vão até as últimas consequências sempre na tentativa de provar quem fala mais alto e manda mais na casa invadida. Os demais fingem aceitar as condições, dissimulam seus sentimentos, e se sobrepõem as ordens cada uma à sua maneira.

 

Rózá | 12 a 14/10. Quinta e sexta-feira às 20h, sábado às 18h | 70 min.

Com Coletivo Rózá | Concepção: Martha Perrone | Direção: Martha Perrone e Joana Levi

Recomendação etária: maiores de 14 anos

 

Rózà é um espetáculo multimídia que nasce do encontro entre artistas de diferentes áreas para criar uma peça a partir das cartas de Rosa Luxemburgo, escritas – na prisão e em liberdade – nos seus últimos meses de vida. Rosa Luxemburgo, militante cosmopolita, dirigente revolucionária, mulher apaixonada, escritora e oradora famosa, antimilitarista (contra a Guerra de 1914) passa anos na prisão, sendo assassinada brutalmente em 1919 durante a revolução alemã.

 

Leitura dramática e debate: Feizbuk | 14/10, sábado às 19h | 90 min.

Com Cia. Arthur Arnaldo | Autor: José Maria Muscari | Direção: Tuna Serzedello

Recomendação etária: maiores de 12 anos

 

A rede social mais popular do mundo, o Facebook, é o personagem principal do espetáculo, durante o qual o público interage com o elenco pela rede. A proposta da peça, escrita pelo dramaturgo argentino José Maria Muscari e bem-sucedida em seu país de origem, é debater o papel das redes sociais na sociedade contemporânea, bem como os limites das vidas pública e privada. A montagem rendeu a Cia. Arthur-Arnaldo a indicação ao Prêmio FEMSA na Categoria Especial pelo "trabalho continuado dedicado ao público jovem".

 

Oliver | 16/10 a 20/12, segunda a quarta-feira às 20h | 60 min.

Com Easter Egg Cia. de Teatro e Cia. dos Inquietos | Dramaturgia: Leandro D'Errico.

Recomendação etária: maiores de 14 anos

 

O enredo de Oliver revela o quebra cabeça da vida do protagonista homônimo, um homem que se apaixona perdidamente por sua vizinha e não mede esforços para conquistá-la. Inspirado livremente na lenda germânica Doppelgänger e em jogos como L.A. Noir (Rockstar) e Heavy Rain (Quantic Dream), o espetáculo propõe uma experiência sensorial única ao convidar o público a imergir em um universo de realismo fantástico com o auxílio da holofonia, técnica de som 3D que reproduz a qualidade e sensação da audição humana.

 

DaDesordemQueNãoAndaSó | 16/10 a 7/11, segunda e terça-feira às 20h | 80 min.

Cia. Artera e Cia. Provisório Definitivo | Direção: Carlos Baldim

Recomendação etária: a partir de 16 anos

 

O espetáculo conta a história de Steve, um garoto portador da síndrome de Asperger que sofre com a ausência do seu pai e com a dificuldade de se relacionar com o mundo por conta dessa síndrome. O espetáculo foi contemplado na 2ª edição do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e desenvolvimento da atividade teatral para cidade de São Paulo.

 
Rolê | 19/10 a 21/10, quinta e sexta-feira às 20h, sábado às 18h | 60 min.

Com Cia. Arthur Arnaldo | Autor: Tuna Serzedello | Direção: Tuna Serzedello

Recomendação etária: maiores de 14 anos

 

Criado para ser encenada durante o Festival Mix Brasil 2014, a comédia discute sexualidade, orientações sexuais e as possíveis dificuldades dessas definições durante a adolescência. “Rolê” significa um pequeno passeio. A peça é um pouco isso, um passeio com vista panorâmica, por alguns possíveis comportamentos dessa geração, sem julgamentos nem dar respostas.

 

Os personagens de “Rolê” estão sempre lidando com situações que envolvem o sexo. Um olho na fechadura desse momento íntimo que, com a internet e as redes sociais, deixou de ser vivenciado entre quatro paredes para se tornar um fenômeno midiático.


Oficina Cultural Oswald de Andrade

 

A Oficina Cultural Oswald de Andrade realiza atividades na formação e difusão cultural em diferentes linguagens artísticas. As atividades são gratuitas e no formato de oficinas, workshops, núcleos de estudos, seminários, residências artísticas, intercâmbios, apresentações cênicas, exposições, entre outros.

Oficinas Culturais é um programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo que atua desde 1986 na formação e na vivência da população no campo de cultura. O Programa é administrado pela organização social POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura.

 

POIESIS

 

A POIESIS – Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

 

Serviço

Oficina Cultural Oswald de Andrade

Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro - São Paul
Telefone: (11) 3221-4704
Funcionamento: Segunda a sexta das 9h às 22h e aos sábados das 10h às 18h.
oswalddeandrade@oficinasculturais.org.br
www.oficinasculturais.org.br

 

Foto: Adriana Camara/ Divulgação.

Please reload

Please reload

Outras notícias