Home office com eficiência requer habilidades que podem ser desenvolvidas

*Por Daniel Lustig


As tecnologias e a revolução digital vêm modificando o mercado de trabalho, um desses fenômenos é o crescimento do home office. Apesar de muito desejado devido a flexibilidade que oferece, o formato não é indicado a qualquer perfil de profissional, como diz uma pesquisa de 2014 feita por alunos da Universidade de Havard. No entanto, habilidades para foco, disciplina e concentração essenciais para a produtividade podem ser desenvolvidas.


Seja um colaborador ou um profissional liberal empreendedor, seja durante toda a semana ou apenas alguns dias, exercer atividades em home office pode ser um benefício ou um problema para a produtividade. Antes de partir para o trabalho em casa, é necessário uma autoavaliação de pontos como a capacidade de executar tarefas sem a ajuda de um chefe ou supervisor e se questionar se está preparado para assumir a liberdade de escolher onde e como vai se organizar e realizar suas atividades.


Os principais pontos a serem desenvolvidos são a disciplina, a concentração e a independência. A disciplina está ligada a organização de atividades, documentos e do local onde o trabalho será desenvolvida. Para isso, a pessoa pode criar maneiras de anotar suas tarefas.


Quando a pessoa consegue ter foco nas suas tarefas a concentração é mais bem desenvolvida. Esse ponto deve ser trabalhado junto a família. Não se deixar levar por distrações do ambiente doméstico e lembrar as pessoas de que você está trabalhando faz toda a diferença. Dividir os ambientes e o que é serviço de casa do que é serviço do escritório, por exemplo, também ajudam no processo.


A independência é o ponto que precisa de mais atenção, uma vez que algumas pessoas precisam mais de um chefe que os lembre de prazos, aprove suas atividades e ideias. Logo, é necessário que o coach trabalhe mais o lado autocrítico da pessoa, para que ela possa avaliar o que está sendo desenvolvido com mais confiança.

Um ambiente bem estruturado pode aumentar ainda mais a produtividade e a tranquilidade no trabalho. Daniel dá algumas dicas de como fazer um escritório em casa.


- Separar os ambientes: Ter um cômodo na casa onde estarão todas os materiais utilizados pela pessoa. Colocar uma porta isolando o cômodo dá ainda mais a ideia de que a pessoa não está em casa.


- Iluminação: Um escritório sempre uma iluminação agradável aos olhos e que permita a pessoa se sentir confortável. Mas, sempre com cuidado para não deixar o ambiente muito escuro, pois isso pode atrapalhar o serviço.


- Local para tudo: Cada ferramenta, objeto, pasta de documentos, etc. precisa ter um espaço próprio. Armários, gavetas, porta canetas, prateleiras e outras mobílias auxiliam essa organização. Dar nomes as gavetas e ter listas de onde está cada coisa também pode ajudar.


- Organização de tarefas: Uma agenda, manter um calendário e um relógio sempre a vista ajudam na produtividade. Para quem prefere utilizar a tecnologia, aplicativos de celular facilitam esses processos. Além disso, ter horários fixos de inicio e fim do expediente, assim como o horário de almoço, são fundamentais para o melhor aproveitamento.


- Limpeza: Manter o ambiente limpo é indispensável no escritório, seja em casa ou na empresa.


Economia e melhora na qualidade do serviço


Existem diversas vantagens de fazer trabalho Home Office para empresas, colaboradores e para quem quer abrir seu próprio negócio. As vantagens para a empresa são excelentes. Um colaborador mais produtivo e mais feliz faz com que as atividades sejam cumpridas mais facilmente e entregues no prazo. Além disso, há uma economia significativa para a empresa, uma vez que ela gasta menos com papel, tinta, luz, entre outros. E se a preocupação for os dados da empresa, basta que ela estenda sua rede e ajude seu colaborador com a proteção por senha, uso de dados na nuvem, criptografias e outras formas de segurança da informação.


Vantagens para as empresas, mas também para colaboradores


Para colaboradores e autônomos o aumento na produtividade e a melhora na qualidade de vida são dois fatores de extrema importância. A pessoa não passa pelo estresse das horas no trânsito ou a dificuldade no transporte público, isso aliado a sensação de acolhimento proporcionado pelo ambiente, que ajudam a pessoa trabalhar mais ativamente e dá a ela mais tempo para se dedicar a suas atividades.


*Daniel Lustig


À frente da MIND FACTORY , Daniel Lustig é Master Coach formado pela Sociedade Brasileira de Coaching, instituição na qual profizonalizou-se em Personal & Professional Coaching, Executive Coaching e Xtream Positive Coaching. Em sua formação acadêmica, graduou-se em Administração de Empresas com ênfase em Negócios e Marketing. Sua carreira teve início totalmente imersa no ambiente corporativo e financeiro no Itaú e Itaú-BBA. A partir de agora, publica sua coluna sobre desenvolvimento pessoal periodicamente no Zoom Zine.



Últimas notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png