Neste domingo acontece a 2ª Caminhada da Prematuridade em São Paulo

De acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS), em 2017 dos 169.350 bebês nascidos vivos na rede municipal, cerca de 17,7 mil são prematuros, ou seja, nasceram com menos 37 semanas de gestação. A prematuridade é a principal causa de mortalidade infantil no país com 53% dos óbitos registrados pelo Ministério da Saúde no primeiro ano de vida.


Gestação na adolescência, falta de cuidados pré-natais, tabagismo, obesidade e desinformação são alguns dos desencadeadores da prematuridade no Brasil, segundo estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).



Com o objetivo de chamar atenção da sociedade à grande incidência de partos prematuros no país, na proximidade do Dia Mundial da Prematuridade (17/11), no próximo domingo, dia 25/11, um grupo muito especial vai vestir de roxo e tomar a avenida Paulista durante a 2ª Caminhada da Prematuridade de São Paulo. A concentração vai ser no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, e a caminhada vai em direção à Avenida Consolação. Quem organiza a caminhada é a Residência Multiprofissional em Neonatologia do Hospital das Clínicas com apoio da ONG Prematuridade.com, referência sobre o tema no país. O objetivo é superar a adesão do ano passado quando cerca de 200 pessoas participaram do evento.


Com aproximadamente 300 mil bebês nascidos anualmente no país com menos de 37 semanas de gestação, Bebês com Muito Baixo Peso ao Nascer – MBPN - são frágeis do ponto de vista clínico e podem sofrer os efeitos de diversas complicações como malformação congênita, deficiências auditivas e visuais, disfunção reativa das vias aéreas (asma), deficiências de crescimento e distúrbios de comportamento. Cerca de 10% dos bebês com MBPN sofrem de paralisia cerebral.


“A caminhada contará com a participação de mães com seus bebês nascidos prematuros, além de adultos que também foram prematuros e hoje compartilham a experiência em prol da causa, bem como profissionais de saúde que atuam nas unidades neonatais. Esperamos os participantes vestidos de roxo, colorindo a Avenida Paulista com balões”, comenta Luana Lima de Jesus, enfermeira formada pela Universidade Federal de São Carlos com especialização em enfermagem neonatal no Hospital Albert Einstein e residente do setor de neonatologia de enfermagem do Hospital das Clínicas e organizadora da caminhada.


O novembro roxo surgiu a partir da definição do dia 17 de novembro como Dia internacional de sensibilização para a prematuridade. A data foi escolhida para homenagear o nascimento da filha de um dos fundadores da Fundação Europeia para o cuidado da Criança Prematura, da sigla em inglês EFCNI. No mesmo ano a organização de caridade Mach of Dimes dos Estados Unidos escolheu o dia 17 para conscientização do tema. A cor roxa é a escolhida para colorir a causa porque representa renovação e transformação.


“A ação da ONG Prematuridade.com em São Paulo faz parte de uma mobilização nacional com caminhadas de conscientização em cidades como Porto Alegre, Rio de Janeiro, Florianópolis, Recife e Santos. Queremos que cada vez mais pessoas se engajem na causa. Esperamos os participantes vestidos de roxo, colorindo a avenida Paulista com balões para ampliar a conscientização sobre o tema”, comenta Aline Hennemann, vice-diretora executiva Prematuridade.com.


Serviço

2ª Caminhada da Prematuridade em São Paulo Domingo, dia 25/11/2018 Concentração no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, e chegada na Avenida Consolação Horário: 9:30 h.

Últimas notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png