Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png

Após Governo Federal travar Ancine, São Paulo libera R$ 200 milhões para o audiovisual

05.10.2019

Com a Ancine criando cada vez mais barreiras para projetos que não estejam alinhados com os posicionamentos do Governo Federal (entenda-se, alinhados com o conservadorismo histérico da extrema esquerda), uma notícia como esta, mesmo vindo de um líder outrora vinculado até a alma ao presidente, pode ser um respiro para o setor. O Governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (4), R$ 200 milhões em linhas de crédito para o setor audiovisual, trata-se do Programa de Investimento no Setor de Audiovisual de São Paulo (ProAV SP) que deve impulsionar o setor gerando empregos, renda e desenvolvimento da economia do estado. 

 

“São R$ 200 milhões em linhas de crédito para o cinema e o setor áudio visual, para capital de giro e com aprovação em dois dias. Um processo técnico, simples e objetivo, coordenado pelo banco Desenvolve SP”, disse o Governador João Doria, durante o lançamento do programa no Palácio dos Bandeirantes, e também destacou a atratividade com juros abaixo do mercado. “Juros a partir de 0,33% ao mês, acrescido da taxa selic. Portanto, é um juro baixo, mais baixo que o dos bancos comerciais. E um prazo de pagamento até dez anos”.  

 

Cena do filme "Marighella", de Wagner Moura, que teve lançamento cancelado após corte de verba da Ancine (foto: Divulgação) 

 

São mais de 12 mil empresas em todas as cadeias produtivas e mais de 300 mil postos de trabalho, de acordo com dados da Ancine. A contribuição para o PIB do país chega a 0,46%. São Paulo é o principal centro de produção, distribuição e exibição de conteúdo, destacando-se em segmentos como games, cinema, TV e VOD (vídeo por demanda), entre outros setores beneficiados com a medida. 

 

Desenvolve SP é quem viabilizará o crédito

 

A Desenvolve SP, instituição financeira do Governo de São Paulo, disponibilizará duas linhas de financiamento para micros, pequenas e médias empresas da economia criativa e do setor audiovisual como produtoras, distribuidoras e desenvolvedoras de games, entre outras com atividades afins, que estejam regulares nos âmbitos fiscal e de crédito.

 

Os empreendedores terão a opção de buscar financiamentos para capital de giro, com aprovação em até dois dias úteis, ou também para projetos de modernização, ampliação de atividades e compra de máquinas e equipamentos. A Desenvolve SP vai disponibilizar R$ 200 milhões em crédito dentro do programa, que terá taxas de juros a partir de 0,33% ao mês (acrescido da Selic), carência de até 36 meses e prazo de até dez anos. 

 

Além das linhas de crédito disponíveis, o ProAV SP também vai contar com um Fundo de Investimento em Participação direcionado ao setor. O novo fundo já está em estudo e deve ter um capital de até R$ 150 milhões para investimento no desenvolvimento do setor audiovisual de São Paulo. 

 

Sobre a Desenvolve SP

 

Desenvolve SP – O Banco do Empreendedor é a instituição financeira do Governo de São Paulo que, por meio de linhas de crédito de longo prazo, fomenta o crescimento planejado das micro, pequenas e médias empresas e dos municípios paulistas. Ao longo de sua atuação, a instituição ultrapassou a marca de R$ 3,3 bilhões em financiamentos, impactando diretamente na geração de emprego e renda em todo o estado.

Please reload

Please reload

Outras notícias