Twitch: conheça a rede que baniu Renan Bolsonaro (o 04), para sempre

03.05.2020

Com a polêmica em que se envolveu Renan Bolsonaro, mais conhecido como o filho nº 04 do presidente Jair Bolsonaro, um nome ainda estranho para muitos brasileiros acabou ganhando fama, o Twitch. Um streaming de vídeos ao vivo que pertence ao grupo Amazon. Em uma comparação para quem é da velha guarda da internet, ele é um parente, ou uma evolução, do paleozóico Justin.tv.

 

 

O Twitch existe desde 2011 e ganhou popularidade transmitindo jogos de video game, ou para quem já está mais familiarizado, exibindo ao vivo os eSports. Contudo, hoje, os gamers disputam espaço (e audiência) na plataforma com apresentações musicais, gastronomia, talk shows e diversos outros formatos dos usuários conhecidos como content creators - ou criadores de conteúdo -, um título já comum em outras redes como YouTube e Instagram.

 

Popularidade no Brasil cresceu graças a uma fake news de Renan Bolsonaro

 

O 04 já estava nos holofotes desde quando seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, em um discurso desesperado e (mal) ensaiado tentava contradizer acusações recebidas de Sérgio Moro, seu, então, ex-ministro. Em cadeia nacional, retomou um assunto que já havia caído no esquecimento, seu filho Renan justificando que ele não se lembrava de ter namorado a filha de Ronie Lessa por já ter "pegado metade do condomínio". 

 

Em tempo, a preocupação de mais uma vez descolar a imagem de sua família, na pessoa do 04, do policial aposentado Ronie Lessa é porque ele é nada mais, nada menos, do que o acusado por ter assassinado a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes.

 

Dias depois de retomada a fama de garanhão (no mal sentido), 04 achou que durante a transmissão de um jogo de video game no Twitch seria um momento adequado para falar de política, mais especificamente, da pandemia do coronavírus. Na mesma semana em que o Brasil ultrapassou o número de mortos da China, e que estes foram desdenhados e desrespeitados por seu pai com um mordaz "e daí?", Renan também quis dar sua descabida opinião: "Vão para a rua, tá OK? Que pandemia? Isso é história da mídia aí, para trancar você dentro de casa, para achar que o mundo está acabando. É só uma gripezinha, irmão". Depois de assumir que já foi contaminado e curado.

 

A fake news foi interpretada pelo Twitch como uma violação das normas da plataforma que decidiu bani-lo definitivamente. A notícia, quem deu, foi o próprio banido em seu Twitter, quando postou: "Fui banido da Twitch para sempre. Interessante é que a rede social mantém perfis que disseminam claramente a misandria (ódio, o desprezo ou o preconceito contra homens ou meninos), mas não suportam uma brincadeira, por mais pesada que fosse."

Popular e sem o 04, o Twitch atrai cada vez mais brasileiros

 

Assim como Zoom, Teams, Hangouts e outras aplicações de teleconferência ou as ferramentas de live streaming do Instagram, Facebook e YouTube viram sua atividade e número de usuários crescer consideravelmente devido ao isolamento social para evitar a proliferação da Covid-19, o Twitch também caiu no gosto dos brasileiros.

 

Um dos perfis que adotaram o Twitch como canal de interação com seu público foram os djs Zeezo (@djzeezo) que entra ao vivo quinzenalmente, às sextas sempre 20h, Omar (@omar_spbr), Alê Fiocco (@alefiocco) e Tonyy (@dj_tonyy), estes três, apesar de bastante presentes, não têm data e horário certos, é preciso verificar em suas redes sociais.

 

Aproveite a quarentena e consuma o conteúdo do Twitch antes que esteja todo mundo lá, menos você e o 04.

 

www.twitch.tv

 

Please reload

Please reload

Outras notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png