Moqueca de pescada branca fácil, supercolorida e deliciosa num domingo, dia de feira

No último domingo, eu acordei pensando montão de filés de pescada branca que eu tinha no freezer, imaginando no que eu poderia fazer com eles. Minha primeira ideia era fritar à milanesa, igualzinho minha mãe faz, mas só de pensar no trabalhão de empanar em duas farinhas e fritar já deu preguiça.

Ainda na cama, saquei o celular fui para o Google. Comecei pelas receitas assadas, depois uma na frigideira me chamou a atenção, porque era só juntar todos os ingredientes e deixar cozinhar. Mas tinha um problema, eu tinha muitos filés e congelados todos juntos, ou seja, quando descongelasse precisaria fazer tudo de uma vez, não caberiam numa frigideira (pop up: preciso aprender a congelar as coisas em porções menores).

Continuei rolando a lista de possíveis receitas e... bingo! Cheguei nas moquecas que, seguem um princípio parecido com aquele da frigideira mas é feita num panelão e cabe tudo lá dentro. Para a escolha de qual receita seguir, fui naquelas que usavam grande quantidade (pensando no meu pacotão), então, fomos de Edu Guedes e sua receita para um quilo de filés.

Moqueca de pescada branca sem camarões (foto: Antonio Montano)

Receita original: Moqueca de peixe

Vítima: Receitas Edu Guedes

Após tomar posse da receita do Edu, já fui logo mudando várias coisas. Ele pede pescada amarela, eu só tinha a branca, e ele acrescenta camarões. Só de ler eu já começo a me coçar, sou alérgico, então... bye, bye camarões, aqui não!

Também não quis usar molho de tomate, a receita já leva tomates fatiados, então eu usei duas garrafinhas de leite de coco, e não uma como ele pede (gosto de bastante caldo, daria pra usar um pouco e um pirão).

Quando fui a feira do domingo comprar os ingredientes, na banca do azeite de dendê encontrei castanhas de caju. Pronto, estes fizeram o papel do camarão. Não em sabor, é claro, mas no visual e uma textura nova à moqueca.

Uma das camadas de ingredientes e as castanhas de caju (foto: Antonio)

Também resolvi colocar pimentão das três cores (verde, vermelho e amarelo), comprei uma bandeja na feira que já vinha um de cada não muito grandes e foi o suficiente. Na feira eu comprei salsinha, como pedia a receita, mas decidi não colocar. Não sei porque, mas eu acho estranho usar coentro e salsinha juntos, pra mim tem que ser um ou outro, rs!

Usei um pimentão de cada cor fatiado não muito fino (foto: Antonio Montano)

Vocês devem estar pensando "Nossa, Antonio, você colocou no título que a receita é fácil". Sim, gente, é fácil! Ela leva muitos ingredientes mas é só colocar direitinho na panela em camadas e deixar cozinhar sozinha. No meu caso, levou 40 minutos, apesar da receita original indicar apenas 20. Enquanto isso, preparei o arroz branco bem soltinho pra acompanhar e ainda deu tempo de sentar um pouco e ver TV enquanto as duas panelas terminavam o trabalho.

Sem mais delongas, vamos ao passo a passo e ingredientes com os quais cheguei ao resultado!

Receita Roubada: Moqueca de pescada branca fácil, supercolorida e deliciosa

Ingredientes:

1 kg de pescada branca limpa

1 pimentão verde médio

1 pimentão vermelho médio

1 pimentão amarelo médio

2 cebolas grandes

2 colheres de sopa de alho (tempero comprado) ou 4 dentes espremidos

4 limões

4 tomates

4 pimentas dedo de moça (sem sementes)

2 garrafinhas de leite de coco (400 ml)

1/2 garrafinha de azeite de dendê (100 ml)

1 xícara de castanhas de caju

Sal a gosto

Pimenta do reino moída a gosto

Coentro a gosto

2 colheres de azeite

Modo de preparo:

Tempere os filés de pescada branca em um recipiente com o suco dos quatro limões, sal, pimenta do reino moída e alho. Misture bem. Se possível, preparar os filés com um pouco de antecedência e deixar na geladeira uns 30 minutos para pegar bem o tempero.

Fatie os pimentões, as cebolas, os tomates e pique o coentro e as pimentas dedo de moça sem sementes. Eu não gosto muito de fatias fininhas nesse tipo de prato, corto mais grossinhas, prefiro um aspecto mais de pedaços do que fios, mas vai do gosto de cada um.

Use uma panela daquela mais larga do seu jogo de panelas e regue o fundo com o azeite.

Comece a colocar os ingredientes em camadas, utilizando a metade de cada um dos ingredientes (serão duas camadas): a cebola, os pimentões, o tomate, as castanhas de caju, os filezinhos de pescada já temperada (cortei em tamanhos menores), e por último o coentro e a pimenta dedo de moça. Depois é só repetir igualzinho na segunda camada.

Os ingredientes são colocados em camadas (foto: Antonio Montano)

Depois que terminas as duas camadas, jogue por cima espalhando bem as duas garrafinhas do leite de coco, o azeite de dendê e aquele restinho de limão do tempero dos filés que ficou pra trás.

Depois é só acender em fogo de médio pra baixo e aguardar 40 minutos ou até perceber que os filés e legumes estejam bem cozidos. O aroma que fica em sua cozinha durante o cozimento é maravilhoso!

Dicas Receita Roubada:

1. Quem tem cozinha pequena sabe como receitas com muito ingredientes são um desafio, então eu criei algumas formas de economizar espaço:

- Eu já deixo umas duas sacolinhas (as que vieram os produtos da feira) abertinhas e preparadas para ir jogando o lixo. Nestes casos, pelo menos para mim, o cestinho da pia nunca é suficiente.

- Para não sujar mais um recipiente, eu tempero o peixe dentro do próprio saco plástico. Enrolo a borda um pouquinho e arrumo de um jeito como se fosse um pote.

Os filés de pescada podem ser temperados dentro do próprio saquinho. (foto: Antonio Montano)

- Eu já deixo no fogão todas as panelas que vou usar. Por exemplo, eu cortava a cebola e já colocava metade dentro da panela, idem para os demais ingredientes. Se vou cozinhar alguma outra coisa que vai utilizar os mesmos ingredientes, já pico tudo ao meso tempo e vou distribuindo cada um sem sua panela. Por exemplo, eu já fatiei a cebola da moqueca e já piquei a cebola do arroz, assim já ganho todo espaço que estava ocupado pelas cebolas e não mexo mais com elas.

2. Sirva a moqueca com um arroz branco bem soltinho e uma pimentinha caseira para as pessoas serviren-se a gosto, quem gosta de mais picância. Já vai ser um almoço maravilhoso.

Últimas notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png