top of page

Audi e Litro de Luz levarão iluminação solar para Itanhaém e região

A Audi, a ONG Litro de Luz e a Audi Environmental Foundation, braço filantrópico da montadora de luxo, se uniram para um projeto social que terá um impacto marcante na vida dos moradores de Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Cananeia e Ilha do Cardoso.


Ação tem apoio da Audi Environmental Foundation e Audi do Brasil impactará 12 comunidades e 147 famílias na região. (Foto: Divulgação)

Entre os dias 07 e 10 de setembro, será realizada a doação de 180 equipamentos de iluminação, entre lampiões e postes de energia solar, para comunidades carentes e sem acesso à luz elétrica permanente situadas nessas cidades. No total, estima-se que 147 famílias de 12 comunidades distintas sejam beneficiadas. A instalação e entrega completa dos equipamentos ocorrerá até o fim deste ano.

"Para quem usufrui de eletricidade em abundância, imaginar uma realidade sem esse recurso básico é um exercício diário de empatia. Nós tivemos uma experiência reveladora ao testemunharmos na prática a rotina sem luz das comunidades ribeirinhas da Amazônia (AM), e foi gratificante perceber o impacto positivo que trouxemos aos moradores locais em suas tarefas mais simples", descreve Antonio Calcagnotto, responsável pela área de assuntos institucionais e sustentabilidade da Audi do Brasil.

"Este projeto joga luz sobre uma realidade que infelizmente ainda existe em diversas partes do mundo. Sustentabilidade e inclusão social integram o pilar de ESG da Audi AG, e essa iniciativa reflete o nosso compromisso em melhorarmos, por meio de tecnologias elétricas e neutras em emissão de carbono, as condições básicas de segurança, saúde e alimentação nessas comunidades", afirma o Dr. Rüdiger Recknagel, porta-voz do Conselho de Administração da Audi Environmental Foundation, fundada em 2009 com o objetivo de apoiar projetos inovadores em prol da proteção ao meio ambiente.

Para cada comunidade serão apresentadas duas soluções: o lampião e o poste solar. O lampião possui uma estrutura de PVC, com garrafa PET, uma bateria, lâmpadas de LED e um tamanho adequado que possibilita mobilidade durante as atividades noturnas, dentro e fora da casa dos comunitários. Já o poste solar é montado com bateria de lítio (de alta performance e baixa manutenção) e posicionado em lugares estratégicos com grande movimentação de pessoas nas comunidades. Ambos utilizam placas solares para carregamento e, no caso dos postes, permanecem acesas por toda a noite, com o carregamento automático diurno.

A metodologia utilizada pela ONG Litro de Luz faz com que o processo de montagem seja realizado através do engajamento com as comunidades, pelos próprios moradores, desta forma, eles criam um laço e cuidam das soluções para que durem o máximo de tempo possível. Embaixadores locais são formados em cada comunidade para que o contato com a ONG seja permanente e as soluções tenham a atenção necessária durante o uso. Além da manutenção, uma das exigências da Audi Environmental Foundation, foi de que as baterias, ao perderem capacidade e possibilidade de uso, sejam devolvidas para reciclagem e o Litro de Luz trabalhará para substituição imediata.

O processo do Litro de Luz Brasil contempla ainda as fases de visitas às comunidades para engajar os residentes, treinamento de embaixadores na região para representar a organização, mapeamento dos locais para implementação das soluções de iluminação, treinamento e instalação com os residentes, pesquisa para avaliar o impacto gerado e suporte para futuras manutenções – até mesmo o processo de logística reversa das baterias está contemplado.

Commenti


bottom of page