Coronavírus: Prefeitura de SP anuncia medidas para retomada da economia na cidade

30.05.2020

A Prefeitura de São Paulo irá promover a reabertura gradual e responsável de setores da economia durante a quarentena de enfrentamento ao novo coronavírus a partir de 1º de junho. Os detalhes foram anunciados pelo prefeito Bruno Covas.

 

Para abrir, os setores liberados nesta primeira fase precisam seguir uma série de regras. (foto: Pixabay

 

Para implementação das novas medidas é importante que os moradores da capital continuem utilizando máscaras, mantendo o distanciamento social, e colaborando com o município para manutenção de índices estáveis de transmissão do vírus.

 

A cidade continua em quarentena, mas nos próximos dias serão iniciadas as discussões de protocolos de Saúde com o setor privado para retomada da atividade econômica na capital.

 

Segundo o prefeito Bruno Covas, a quarentena continua. “Avançamos para fase 2 conforme classificação do Governo do Estado, mas a cidade continua com a preocupação de evitar aglomerações, proporcionando o distanciamento social e a utilização de máscaras e outras ações de higiene pessoal. Ou seja, infelizmente ainda não viramos a página, mas pelos índices conquistados a gente já pode falar numa retomada tranquila e gradual da atividade econômica na cidade”, disse.

 

Nesse primeiro momento será possível retornar com as seguintes atividades: atividades imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio, shopping Center.

 

Para reabertura serão observados dois pré-requisitos:

 

1 - Apresentação de protocolos de saúde, higiene e testagem, regras de autorregulação para fiscalização dos protocolos e política de comunicação para proteção de consumidores e funcionários.

 

2 - Manifestação da Vigilância Sanitária.

“Os setores precisam vir discutir com a Prefeitura de que forma será essa reabertura. A Prefeitura fez a sua parte com a ampliação dos leitos de UTI e outras ações na área da Saúde e Assistência Social. A população também fez a sua parte permanecendo dentro de casa e utilizando máscara. Agora, os empresários também precisam fazer a sua parte apresentando esses protocolos para que a gente possa ter uma reabertura tranquila e para que a gente não volte para trás daqui alguns dias”, disse o prefeito Bruno Covas.

 

“Nada será feito sem o aceite da área da Saúde. É que tem ditado até agora todas as ações que tomamos de restrição de atividade na cidade”, completou o prefeito.

 

Os parâmetros mínimos que serão observados para reabertura são aqueles que os setores já discutiram com o Governo do Estado. Os detalhes podem ser acessados clicando aqui.

 

“Só vamos discutir a reabertura com parâmetros acima daqueles já combinados com o Governo do Estado”, afirmou o prefeito.

 

Fluxo de aprovação

 

Um decreto para regulamentação das aprovações será publicado no Diário Oficial da Cidade até o dia 1º de junho e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento econômico e Trabalho (SMDET) será a responsável por receber esses protocolos, avaliar se alcançam os requisitos mínimos e a representatividade das associações, e depois eles também serão validados pela Vigilância Sanitária.

 

A partir de 1º de junho as entidades poderão apresentar seus protocolos no site www.prefeitura.sp.gov.br/retomada .

Apenas entidades setoriais poderão enviar suas propostas. Os cidadãos que quiserem contribuir deverão enviar suas sugestões para as empresas onde trabalham ou entidades de classe. As empresas, por sua vez, deverão enviar suas propostas para as entidades setoriais, que serão responsáveis pelo envio à Prefeitura de São Paulo.

Please reload

Please reload

Outras notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png