top of page

Mostra de cinedança e exposição de ceramista argentina são os destaques de outubro do Instituto Cerv

O Instituto Cervantes de São Paulo apresenta dois ciclos de cinedança que fazem parte do programa Baila España: “Corpos mediados” e “Matéria Bosque”. Ao todo são 14 videodanças ibero-americanas disponibilizadas na plataforma Vimeo de 07 a 21 de outubro a partir das 15h (horário de Brasília). Confira a programação:



Corpos Mediados - De 7 a 13 de outubro.

Composto por quatro obras de criadores ibero-americanos que lidam com animação, performance audiovisual, cinedança ou ferramentas próprias da coreografia documentário. Nestes curtas-metragens, os corpos funcionam como estruturas de transmissão e bases narrativas de diferentes formas, áreas e gêneros para formar obras e corpos mediados pela câmera, na tela e na linguagem audiovisual.

Matéria Bosque – De 14 a 21 de outubro

Um programa de exibição de curtas-metragens de cineastas ibero-americanos que busca celebrar a força poética das árvores, que, nestes tempos de eco-transição social, são símbolos inspiradores de regeneração, e exemplos de como podemos aprender a habitar e cuidar do mundo.

Mostra de CineDança Baila España

Corpos Mediados - De 7 a 13 de outubro / 15h

Matéria Bosque – De 14 a 21 de outubro / 15h

Grátis.

Exposição Habitare


(Foto: Instalação Habitare)


Com 27 obras em cerâmica, todas com modelagem manual e queima em forno elétrico, a artista visual Alejandra Dawi apresenta até o dia 21 de outubro, no Instituto Cervantes de São Paulo, a exposição “Habitare”. Com visitação gratuita, a mostra produzida durante a pandemia do novo coronavirus, apresenta duas temáticas: A visão externa de homem atual, como habitante do fim do mundo, e a realidade interna de homem, que habita o universo feminino receptivo e criativo. Segundo a artista, as duas realidades se convergem no renascimento, onde há outros horizontes quando reconhecemos o sagrado na vida, um lugar para onde voltar e habitar na consciência da união e o amor.


Utilizando suportes em madeira, ferro terra, tecido e areia, Habitare é a segunda exposição individual de Alejandra Dawi, que vive no Brasil desde 1999.

A mostra é um convite a uma reflexão sobre como me habito, como habito o mundo, transformo ou me habituo a ele – Explica a artista - Posso falar que cada escultura nasceu de uma autêntica necessidade de ressignificar o que estava vivenciando durante a pandemia. Por meio de imagens poéticas compartilho com o público meu olhar resiliente nestes tempos extraordinários, tempos de aprendizados e superação.


Com o apoio do instituto Cervantes de São Paulo e a Embaixada da Espanha, Habitare consagra a diversidade da arte de cerâmica e apresenta entre outras peças:


1) Isolamento - Instalação feita em cerâmica esmaltada e ferro com dimensões de 90x70x40cm. A peça nasceu no começo da reclusão pandêmica e representa o distanciamento social com cada pessoa habitando e ressignificando uma nova realidade.


2) Refugiados - Instalação feita em terracota, paperclay esmaltada e tecido com dimensões de 200x200x30cm. É uma versão redimensionada dos refugiados refeitos pela artista em 2019. Sem terra onde habitar, sem terra onde plantar uma semente.


3) Homem virtual - Instalação em cerâmica esmaltada e madeira de demolição,

inspirada na obra literária “La Resistência” do escritor argentino Ernesto Sábato. A obra é representada por uma fileira de nove cabeças que se comunicam no vácuo de uma tela. Representa a nossa realidade atual.


4) Entre lençóis - Escultura em paperclay esmaltada em madeira com dimensões de 50x50x20cm, a obra mergulha no universo feminino, no tempo, no imaginário e no presente de um corpo amadurecido.


5) Acrobatas – Peça em cerâmica esmaltada, ferro e madeira com dimensões de 35x20x60cm, faz parte de uma série de esculturas que representa a artista que nasceu no universo da dança. Tem movimento livre e busca equilíbrio, uma forma de memória corporal.

Exposição Habitare

Quando: Até 21 de outubro

Visitação: De segunda a sexta das 16 às 20h

Sábado: Das 10h às 14h

Onde: Instituto Cervantes de São Paulo

Av Paulista, 2439

Quanto: Grátis


Comments


bottom of page