"Não seja um otário": Paizinho, Vírgula! fala sobre convivência dos casais na quarentena

03.06.2020

Neste período de pandemia por conta do coronavírus (Covid-19), são  muito comuns os comentários dos homens envolvendo a relação entre os casais dentro de casa como: ‘Nossa, como vou conseguir viver 24h com a minha mulher?’, entre outras piadinhas. Vendo esses burburinhos, o digital creator Thiago Queiroz, do Paizinho, Vírgula!, conhecido por sua autenticidade e diálogo direto e reto, decidiu preparar uma espécie de cartilha para outros homens e dialogar, questionando “Como não ser um otário na quarentena?”

 

 

“Não podemos achar que somos meros hóspedes em casa, e que estamos vivendo em um apart hotel, e que as coisas magicamente vão se arrumar”, diz Thiago, na foto com sua esposa. (foto: Divulgação)

 

“Entendo que você queira fazer uma piadinha, que você ache que é só uma piadinha, mas a gente não pode deixar de assumir responsabilidade sobre o impacto das coisas que falamos e, principalmente, entender de onde vem a motivação de fazermos comentários deste tipo. Qual é a estruturação desta ideia de que os homens em casa vão sofrer?”, questiona Thiago.

 

O escritor, youtuber, podcaster e educador parental, que ganhou notoriedade pela produção de conteúdos sobre paternidade, sendo hoje um dos caras mais atuantes nas redes sociais a respeito do assunto, fala sobre a importância da desconstrução de padrões que nos foi imposto ao longo dos anos:

 

"Era um cara completamente diferente do que sou hoje. Tinha pensamentos machistas e homofóbicos inclusive, mas me abri para a sensibilidade. Quando meu filho nasceu eu queria que fosse tudo diferente do que tinha como referência. Não fazia o menor sentido querer seguir os mesmos padrões que tinha na cabeça. Se você é um cara que faz esse tipo de piada e acha que tem razão, indico aqui 4 pontos para uma reflexão e espero que isso ajude a te tirar da Idade Medieval”: 

 

1) Você é o tipo de homem que tem a sensação de que a esposa só fica enchendo sua paciência e pedindo para fazer um monte de coisa

 

Em primeiro lugar entenda o que causa essa reclamação. Por que será que a sua parceira está tão ranzinza? Está reclamando tanto, está te mandando fazer tanta coisa? Te digo, na maioria esmagadora das vezes, é porque a sua esposa está extremamente sobrecarregada. Os homens precisam entender que eles têm que assumir sim a carga de cuidar da casa, dos filhos, e isso não é apenas durante a quarentena, é a vida inteira. 

 

2) Usa a desculpa de que tem muito trabalho e outras responsabilidades

 

Imagina as mães solo que estão por aí e não tem ninguém em casa para ajudá-las, estão sozinhas com os filhos, ainda tem que fazer comida, cuidar de casa e trabalhar. Por isso que é importante o homem pensar que enquanto está dentro de uma família que está estruturada de uma forma que existe um pai, uma mãe e os filhos, ele precisa sim fazer a sua parte. As vezes pode parecer que a gente está fazendo muito, pois temos que dar conta do trabalho, é uma pressão enorme, mas a vida continua dentro de casa. O homem não pode achar que é um mero hóspede na sua casa, que está vivendo em um apart hotel e que as coisas magicamente vão se arrumar, que seus filhos vão tomar banho sozinhos e ele não precisa fazer nada, só precisa focar no trabalho. A vida não é assim, vamos entender que a gente precisa fazer a nossa parte e entender principalmente que se a gente se sente no direito de fazer essas piadas que a gente vai ter que sobreviver às nossas esposas, provavelmente quem está precisando sobreviver a nós são elas.

 

3) Liste em um papel as coisas que você faz e peça para sua esposa/companheira fazer o mesmo

 

A ideia não é comparar quem é o mais atarefado, sobrecarregado, mas é o homem criar consciência sobre as coisas que sua parceira tem que ser responsável diariamente, o que ela precisa planejar, se importar e que ele nem fazia ideia que elas eram necessárias. Existe uma probabilidade muito grande dos homens verem que as suas listas são bem menores do que a da esposa. Uma vez que a gente enxerga a carga que está nas costas da mulher, não consegue mais não enxergar isso. E aí cabe a cada um decidir se vai querer dividir as coisas de uma forma um pouco mais justa ou se vai querer continuar conscientemente sobrecarregando esposa. 

 

4) Exemplo de coisas que os homens podem (e devem) fazer em casa para ajudar suas parceiras

 

São detalhes que as vezes a gente não percebe, ou nunca prestou atenção nisso, mas é importante que nós, enquanto homens, comecemos a prestar atenção nessas coisas. Por exemplo, se você tem um filho, seja bebê ou mais velho, e percebe que ele está começando a ficar meio irritadinho de fome, vá providenciar o almoço dele. Ajude na hora que é parar por seus filhos na cama, ajude no banho deles. Viu roupas sujas no cesto? Leve para a lavanderia, ou para perto da máquina de lavar, coloque na máquina de lavar. Passou pela cozinha, viu meia dúzia de louça suja ali, já lava logo aquilo ali. A melhor dica de todas é a da iniciativa e incluí-las em sua rotina, não espere a sua parceira mandar você fazer. Assuma responsabilidade das coisas e faça elas desde o planejamento até a execução, só assim você vai conseguir liberar a carga mental da sua parceira. 

 

Sobre Thiago Queiroz

 

Criador do site Paizinho Vírgula, o mais influente portal sobre paternidade do Brasil, escritor, youtuber, influenciador digital, host do podcast Tricô de Pais, colunista e embaixador da Revista Crescer. Criador de conteúdo, marido e pai, Thiago Queiroz atua de diversas maneiras na educação parental, tanto nas mídias online, quanto presencialmente em palestras e grupos de apoio. Thiago é certificado como líder pela organização Attachment Parenting International, e criador do primeiro grupo de apoio oficial no Brasil, a API Rio. Também é certificado como educador parental para a disciplina positiva, pela Positive Discipline Association.

Please reload

Please reload

Outras notícias

Desenvolvido por

 

 

logocmmais.png