Precisamos falar de Karol... a com K e a agora também com R de rejeição

Os participantes do BBB21, uma das edições mais aguardadas devido ao número de famosos (alguns nem tanto) por metro quadrado no grupo chamado "Camarote", tem nos surpreendido com treta atrás de treta. É tanta treta que não daríamos conta de acompanhar se não fosse a imprensa de celebridades e a audiência viciada que monitoram a casa 24 horas por dia.


Rapper faz parte do Camarote do BBB21. (foto: reprodução Instagam)


Você pode vir me dizer que não assiste, mas será que isso faz diferença? Com a repercussão nas redes sociais, é praticamente impossível passar um dia desinformado sobre o que acontece por lá.


Histórias como a de Karol, uma garota talentosa que construiu sua carreira sempre beirando a fronteira da noção. E, nesse caminho, algumas vezes ela tombou para o lado de lá do limite. Na verdade, acho que, na verdade, ela anda em cima dessa linha ziguezagueando de vez em quando.


Tenho essa impressão pela minha própria memória. Comecei gostando dela, "Tombei" está há anos na minha playlist. Aí, de repente vem o tal ranço. Foi assim quando ela lançou sua linha de roupas, 2017, com preços astronômicos. Fás e imprensa não pouparam críticas, como esta matéria do Catraca Livre, já que a novidade de desconectava totalmente de seu discurso e sua história.


Um eterno "agora amo, agora odeio" que acompanhava seu lá e cá na linha do bom senso. Meu status pré-BBB era de amor, totalmente simpático ao seu discurso contra o atual governo, mais precisamente, críticas ao (des)presidente Bolsonaro.


Mas, aí, veio o BBB


Então, Karol foi anunciada entre os 20 participantes da 21ª edição do BBB, a segunda com um grupo de famosos, a turma do Camarote. A princípio veio o estranhamento, mais uma vez algo não encaixava entre nas engrenagens entretenimento estilo BBB com estilo Conka. Contudo, talvez o programa fosse uma janela para que ela pudesse compartilhar mensagens sobre as causas que defende. Ou diz defender.


No primeiro dia, na verdade, primeiras horas de confinamento, uma das primeiras e puxar o coro dos brothers contra a cultura do cancelamento além de afirmar com grande convicção que não o temia, que não mudaria o seu jeito para evitar críticas. Só que, pelo o que tudo indica, sua assessoria tem medo, sim. Tanto que, após uma de suas escorregadas, uma fala xenofóbica, apressaram a pedir desculpas (em nome dela) em seu perfil no Instagram.



É, Conka, mas a gente nem poderia imaginar o quanto um pouco de filtro faria falta. Que o digam seus seguidores, ou melhor, ex-seguidores que, enquanto escrevo este texto já somam quase 100 mil internautas que clicaram em "deixar de seguir". Um coro que acaba de ganhar as vozes de Ludmilla e Jojo Todynho, quando um de suas falas polêmicas foi ironizar a crença de Lucas.


Não foram necessárias nem 24 horas para mostrarem que o coro contra o cancelamento era da boca pra fora, já que Karol (na linha seguida por outra cerca de meia dúzia de brothers) começou a cancelar seus colegas por motivos fúteis e confusos. Até agora o tamanho do seu ódio por Janette é inexplicável. Talvez a explicação seja de outras vidas, rejeição de alma ou karma, mas ela não iria acreditar, afinal, deixou bem claro que é ateia.


Eu também me classifico como ateu, mas por que não me reconheci no discurso de Karol? Porque, além de irônico, ela deixou claro que para ela o certo é o que acredita, sem margem para discussão. E quem não pensa igual, é inferior.


Karol e as novas letras que a acompanham além do K


O que Karol tavez ainda não tenha entendido é que existe uma sutil diferença em ser empoderada e mal-educada, em ser firme e ser intolerante, em ser formadora de opinião consciente e ser mais uma celebridade como qualquer outra que se torna cega dentro de sua bolha de puxa-sacos.


No BBB, por enquanto, o alfabeto cresceu, além de K de Karol, agora carrega o R de rejeição, o X de xenofobia, o I de intolerância... Quase uma cartilha de alfabetização.


Não vou listar aqui os momentos que lhe renderam esses rótulos, quem tiver interesse em uma pesquisa rápida no Google vai encontrar notas contando todas elas, incluindo os vídeos que comprovam o que dizem.


Mas ela é jovem, ainda tem muito tempo para rever conceitos, valores e aceitar que está bem distante de ser uma pessoa perfeita. Vamos torcer para que o talento prevaleça e sua arte prevaleça em nossa memória num futuro próximo.


Atualização: Agora há pouco Karol protagonizou mais uma cena de crueldade e humilhação com Lucas, algo que levou a internet a pedir sua expulsão do reality alegando que violência psicológica é até pior do que violência física, que é motivo para expulsão.


A nova polêmica levou o pedido para que seja expulsa do BBB aos Trend Topics do Twitter e fez com que sua assessoria se manifestasse, mais uma vez, em sua defesa.


Só não entendi o convite para bater um papo. Achei que eles também preferissem o silêncio!


Últimas notícias